A importância de como dormir bem

Sabe o que mais fazemos ao longo da nossa vida? Se você disser que o que mais fazemos é trabalhar, passou longe. E, dificilmente, outra alternativa chegará tão perto.

O que mais fazemos ao longo de toda nossa vida é dormir. Isso mesmo, dormir. Basicamente, um terço das nossas vidas a gente não vê, porque estamos apagados. Isso significa que estamos perdendo tempo de vida enquanto dormimos, certo? Errado. Uma boa noite de sono todos os dias só tende a ajudar o nosso organismo. Vamos falar alguns benefícios que o sono nos dá a seguir.

PREVINE A OBESIDADE

Enquanto dormimos, nosso organismo sintetiza uma substância chamada leptina, que é responsável por controlar a sensação de saciedade. Se dormimos bem, nosso corpo produz a leptina e nos sentimos mais “cheios” após a alimentação ao longo do dia. Consequentemente, se dormimos mal nosso corpo fica com os níveis de leptina baixos, o que nos faz ter mais fome. Como todos já sabemos, mas é bom reforçar que exagerar na comida pode acarretar em obesidade.

Além disso, o organismo de quem cumpre regularmente as horas de sono necessárias tende a ter o metabolismo funcionando corretamente, o que auxilia também na queima de gorduras. Uma noite ruim deixa o metabolismo mais lento, o que torna o corpo propício ao acúmulo de gordura.

AJUDA NO COMBATE ÀS DOENÇAS CARDIOVASCULARES

Estudos já comprovaram que uma boa dose de sono fortalece o funcionamento do sistema cardiovascular, o que estabiliza a pressão arterial e equilibra os níveis de colesterol. Como a pressão arterial elevada pode gerar a hipertensão (doença cardiovascular crônica que compromete a circulação de sangue no organismo, o que afeta o pleno funcionamento de todos os órgãos do corpo), uma boa noite de sono pode evitar esse mal – ou estabilizá-lo, caso o indivíduo já sofra de pressão arterial alta. Em casos mais extremos, um sistema vascular comprometido pode sofrer um acidente vascular cerebral, que se trata do que chamamos de AVC ou derrame cerebral.

EVITA OU CONTROLA O DIABETES

O diabetes é um mal antigo e já assola milhões de brasileiros (o número aumenta todos os anos). Mas sabia que uma noite ruim de sono pode aumentar os riscos de contrair a doença? Pois é… E para quem já a tem, os sintomas e efeitos podem ser agravados caso o indivíduo não durma direito. Isso acontece porque os níveis de glicose de quem dorme mal podem aumentar em até 25%. Como se não bastasse, a resistência do organismo à introdução externa de insulina – hormônio produzido pelo pâncreas e necessário para a sinterização de diversas enzimas do nosso corpo, mas que não é produzido pelos diabéticos – tende a chegar a 80%. Isso significa que a inserção de insulina no organismo, na maioria das vezes, não vai surtir efeito.

FORTALECE A MEMÓRIA

Pode parecer estranho, mas dormir bem é imprescindível para ter uma boa memória. Isso porque nosso cérebro mantém-se ativo enquanto dormimos, que é quando realiza uma espécie de “back-up” das coisas mais importantes do nosso dia. Consequentemente, se dormimos mal esse armazenamento ficará comprometido. Se pulamos uma ou mais noites de sono, maior será a quantidade de informações para o cérebro processar, portanto a quantidade de informações descartadas também será enorme. Esses fatores também contribuem para o próximo item da nossa lista (talvez o mais óbvio de todos)…

MAL RENDIMENTO

Tudo bem, isso não é uma doença. Mas é um problema sério que afeta nossa vida em todos os aspectos. Ou vai me dizer que alguém cansado e com a cabeça sobrecarregada irá render bem no trabalho? Ou na faculdade?

Uma boa noite de sono é mais que necessária para que possamos realizar simples tarefas do nosso cotidiano. Tarefas essas que podemos realizar todos os dias e com maestria, mas que passam a demandar maior dificuldade de processamento ou coordenação motora pelo simples fato de termos dormido mal na noite anterior.

… (Quebra de página, preferencialmente.)

Pois então, essas foram apenas algumas pequenas – porém úteis – dicas sobre a importância de se dormir bem. Não adianta sacrificar sua noite de sono achando que dará conta melhor de seus afazeres ou que aproveitará melhor sua diversão. Talvez funcione na hora, mas a consequência depois não vai ser muito agradável.