Reposição Hormonal Masculina: Dúvidas respondidas

Reposição hormonal masculina é um tema considerado repleto de tabus e dúvidas por muitos homens. Então, abaixo você pode conferir 10 coisas sobre este assunto complexo para o sexo masculino.

  • A deficiência androgênica (diminuição da produção do hormônio masculino) está presente em cerca de 15% dos homens entre 50 e 60 anos, chegando a 50%, ou mais, dos homens com 80 anos.
  • Durante o envelhecimento, ocorre uma diminuição lenta e gradual dos níveis de testosterona. Além disso, podem surgir sintomas que podem indicar a necessidade de reposição hormonal em uma parcela dos homens.
  • Os principais sintomas que podem sugerir a reposição hormonal são: declínio do interesse sexual; dificuldade de ereção; falta de concentração e capacidade intelectual; perda de pelos; ganho de peso à custa de gordura; diminuição de massa e força muscular; irritabilidade e insônia; entre outros. Mas os sintomas não são específicos e podem ocorrer em outras condições, que não a deficiência de testosterona.

Obs.: Se você está passando por situações similares ao tópico acima, tais como declínio do interesse sexual; dificuldade de ereção; acesse este site de um de nossos parceiros, certamente encontrará soluções!

Reposição Hormonal

diminuição de produção hormonal masculina não determina o fim da fertilidade para o homem, apenas uma diminuição dela.

A Terapia de Reposição Hormonal Masculina deve ser indicada para todos os homens que apresentam os sintomas de queda hormonal e que não apresentem contraindicações para seu uso. Além disso, ela pode ser administrada através de gel, adesivos cutâneos ou injeções

Calma, ainda temos mais informações para você sobre reposição hormonal masculina

Antes de recorrer à terapia, é necessário que o paciente comprove a queda na taxa de hormônios, através de exames laboratoriais, com acompanhamento médico.

Entre as contraindicações para Terapia Hormonal Masculina está a suspeita ou caso confirmado de câncer de próstata ou de mama masculina. O acompanhamento médico durante o tratamento é primordial para a segurança do paciente.

Estilo de vida saudável, conquistado com uma dieta equilibrada, a prática de exercícios físicos de forma regular, por exemplo. Além de uma boa qualidade do sono.

Da mesma forma, não fumar e não engordar são ótima recomendações que podem retardar ou impedir o aparecimento da deficiência de testosterona e seus sintomas.

As medicações para reposição hormonal masculina não devem ser usadas para ganho muscular ou melhora do desempenho atlético de maneira abusiva. Por outro lado, elas podem causar graves efeitos colaterais e sérios danos à saúde.

Quando bem indicada, e feita com acompanhamento médico, a reposição hormonal traz benefícios aos homens, como melhora da libido, perda de peso, além disso, aumento da massa muscular e da densidade óssea.