HDL e LDL, saiba diferenciar colesterol bom do ruim

Reza a lenda que um profissional da área da saúde se suicida cada vez que separamos o colesterol em bom ou ruim. Brincadeiras à parte, você sabe a diferença entre o HDL (colesterol bom) e o LDL (colesterol ruim)? Se não, está no lugar certo. Separamos algumas informações para você poder distinguir um do outro e saber em quê cada um interfere no nosso organismo.

HIGH DENSITY LIPOPROTEIN (HDL)

O HDL – do inglês, lipoproteína de alta densidade – é uma proteína que retira o LDL (colesterol ruim) do organismo e o concentra no fígado. Uma vez lá, o órgão processa o LDL e o elimina do organismo.

LOW DENSITY LIPOPROTEIN (LDL)

O LDL – do inglês, lipoproteína de baixa densidade – é uma espécie de gordura que se acumula na parte interna das artérias, como se fosse placas, e dificulta a passagem de sangue. Conforme indica o nome, o LDL é menos denso que o HDL e sua propriedade de coagulação afeta diretamente o sistema cardiovascular, podendo terminar em um acidente vascular cerebral  (AVC, também conhecido como derrame) ou num infarto.

OVO AUMENTA O COLESTEROL RUIM?

O ovo faz parte da nossa alimentação quase que diariamente, ainda mais se você manter alguma dieta do tipo “maromba”. Mas todos nós crescemos ouvindo que o ovo “possui muito colesterol”. Será mesmo que o ovo aumenta o colesterol ruim?

Bem, a resposta é sim e não. Sim, o ovo aumenta um pouco o colesterol ruim. Mas não é nada de se alarmar, como aquele mito de só podermos comer dois ovos por semana. E a maior parte da concentração do LDL do ovo está na gema, então os marombas podem ficar tranquilos, já que as dietas dos halterofilistas costumam considerar apenas a clara do ovo.

colesterol bom
PEIXE AUMENTA O COLESTEROL BOM?

Peixe é algo muito amplo. Mas se você estiver falando da sardinha ou atum, sim. Esses peixes são ricos em ômega 3, que eleva os níveis de HDL do organismo. Essa é uma boa pedida para quem acaba abusando do ovo; ou de outros alimentos gordurosos, que também possuem altos índices de LDL. Para os sushizeiros de plantão, é interessante saber que o salmão também possui níveis consideráveis de ômega 3.

ALIMENTOS QUE TAMBÉM POSSUEM HDL

Portanto, uma boa alternativa caso você seja do tipo que consome muitos alimentos ricos em LDL é alterar sua dieta para alimentos que possuem mais o combatente do colesterol ruim, o HDL.

Em menor proporção que os peixes, você pode encontrar o HDL também em leguminosas (feijão, soja, vagem, ervilha, etc), verduras, frutas rias em vitamina C (como laranja, kiwi, acerola e tangerina, por exemplo) e alimentos oleaginosos (abacate, amendoim, castanhas em geral, azeitona, etc).